Diferenciada, Thamara Carla é destaque no futsal da Pague Menos

Diferenciada, Thamara Carla é destaque no futsal da Pague Menos

Por Juçara Araújo

Quem a vê tímida, calada, não imagina o talento que essa menina tem. Thamara Carla, de apenas 10 anos, é diferenciada, ou melhor, é familiarizada com a bola. Seja na quadra ou no campo, ela se destaca diante dos colegas do time e com isso está ganhando admiradores por onde joga. Atualmente a menina defende o time de futsal sub 11 do Grêmio Recreativo Pague Menos que, aos comandos do técnico Felipe Oliveira, se prepara para disputar a Copa Metropolitana e a Copa Lifec, no segundo semestre do ano. Ela também já mostrou seu talento em outras equipes, a mais recente, o time de futebol da Associação Menina Olímpica, em Fortaleza.

O pai da jogadora, Carlos Braga, é quem a acompanha nos treinos, realizados de segunda a sexta-feira, no Centro de Treinamento da Pague Menos, em Fortaleza. Segundo Braga, Thamara desde muito pequena sempre o acompanhou nos jogos, quando ele ia competir em campeonatos de subúrbio, e aos quatro anos de idade ela já era “boa de bola”. “Sinto-me orgulhoso demais, pois tem duas coisas que eu gosto nela: o futebol e os estudos. Ela tanto gosta de jogar quanto de estudar”, disse.

Thamara cursa o 5º ano do ensino fundamental em uma escola pública de Fortaleza. As notas escolares são as melhores. E quando não está treinando, nem estudando, brinca com bola novamente. O pai disse que é assim mesmo, não tem jeito, e completa: “Ela gosta de jogar com meninos e não se sente frágil por ser menina”.

A pequena fez teste para o time da farmácia no início deste ano, quando foi realizada a peneirada para compor o elenco da categoria. Ela mesma ficou sabendo das avaliações e disse ao pai que queria participar. O detalhe é que os testes eram para a categoria masculino, mas ela não se incomodou. Compareceu, destacou-se no meio dos outros e o clube a acolheu de “braços abertos”. Em jogos amistosos e em torneios da pré-temporada, a cada gol da menina, a vibração dos diretores, a agitação da torcida, a admiração da comissão técnica e o orgulho dos pais.

Thamara Carla, ainda tão pequena, mas com um nome e um talento tão expressivos, dignos de uma grande jogadora. E quem sabe um dia, a melhor do mundo.

Thamara fez teste para o time da farmácia no início deste ano, quando foi realizada a peneirada

Ela gosta de jogar com meninos e não se sente frágil por ser menina

A menina defende o time de futsal sub 11 do Grêmio Recreativo Pague Menos

Quando não está treinando, nem estudando, brinca com bola novamente

Deixe um comentário

(required)

(required)